Aqw Cangaceiros fórum, o melhor lugar para se distrair e ficar informado sobre AQW!
 
InícioFAQRegistrar-seConectar-seAQW Cangaceiros
Olá, visitante! Acesse agora mesmo o nosso blog e fique por dentro de todas as novidades sobre AdventureQuest Worlds! Não esqueça de nos seguir no twitter @AQWCangaceiros!

Compartilhe | 
 

 Creepys (Área de terror)

Ir em baixo 
AutorMensagem
Andreomago
Warlord.
Warlord.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta

Mensagens : 75
Cangas Coins : 76
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 23
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Creepys (Área de terror)   6/10/2012, 19:19

Postem aqui as creepys que vocês tem mais medo Twisted Evil aqui vai a minha:

PS1 / PSX - LSD "Emulador de sonhos"

As Creepypastas atualmente são as histórias que mais dão medo aqui no blog. Talvez o conforto fique no fato delas não serem reais... Mas ninguém nunca disse que elas não são reais, e se uma delas fosse confirmada?
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
A Creepypasta "LSD: Dream Emulator" é real, o jogo existe! Quem quiser ler a Creepypasta é só clicar no link, aqui eu vou contar sobre o jogo e mostrar ele pra vocês.



O japones Hiroko Nishikawa manteve um diário por mais de 10 anos dos seus sonhos, detalhadamente(Se vc quiser fazer isso, basta escrever seus sonhos todo dia de manhã ASSIM que acordar, depois de uns 10 minutos acordado vc já esquece o sonho), e ele usou seu diário pra criar esse jogo que é considerado o melhor "emulador de sonhos" mesmo.

O jogo foi lançado só no Japão e com cópias limitadas, hoje encontrar uma cópia é dificil e ela vale bastante! Mas o jogo foi disponibilizado na PSN do Japão a partir de 2010 e todo mundo pode jogar. O jogo não tem quase nada de texto, e o que tem é em inglês então não tem problema pra ninguém.

LSD é perfeitamente o que se propõe, um simulador de sonhos, que deixa você "viajando" dentro dele. O jogo não salva automáticamente o que faz vc perder ele se esquecer de salvar, mas conta quantas experiências ou sonhos você já teve na tela inicial. LSD pode ser considerado alucinógeno. Ele tem uma entrada psicodélica, e você começa o jogo numa casa "estilo japonesa" mas alguns passos depois tudo muda a cada vez que você começa um novo sonho. O jogo não se repete.
No jogo temos misturas de fases bizarramente psicodélicas e coloridas e outras fúnebres e sombrias dando uma experiência assustadora se você jogar a noite.

Dizem que o jogo tem mais de 500 músicas que variam de sons eletrônicos a músicas ambientais depentendo do "sonho" que você está. Você pode estar num sonho assustador e o som cortar o clima colocando uma musica mais agitada.

Não tem muitos objetivos no jogo, basicamente é explorar e viver o sonho. Existe um arquivo dentro do jogo chamado ENDING.STR que teoricamente mostra o final do jogo, mas ninguém consegue abrir. Quanto mais joga mais opções você ganha dentro do jogo o que faz as pessoas jogarem bastante.

A edição limitada do jogo vinha com o cd do jogo, um cd de músicas e um livro com histórias baseadas nos sonhos reais do criador.


O jogo alucinógeno da uma experiência unica pra cada um. A história da creepypasta é totalmente plausível já que várias pessoas ficaram perturbadas jogando, e afirmando verem coisas no jogo muito desagradáveis. Você teria coragem de jogar?


Fotos do jogo original
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]


_________________
Este post tem o:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://andreomago.wordpress.com
Grandefogo
Grand Inquisitor.
Grand Inquisitor.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta

Mensagens : 593
Cangas Coins : 585
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 24
Localização : Planeta Terra

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   6/10/2012, 19:24

SLENDER *-*
Voltar ao Topo Ir em baixo
Andreomago
Warlord.
Warlord.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta

Mensagens : 75
Cangas Coins : 76
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 23
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   6/10/2012, 19:31

Grandefogo escreveu:
SLENDER *-*

É pra responder com outra creepy
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

_________________
Este post tem o:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://andreomago.wordpress.com
Grandefogo
Grand Inquisitor.
Grand Inquisitor.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta

Mensagens : 593
Cangas Coins : 585
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 24
Localização : Planeta Terra

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   6/10/2012, 20:09

Eu nun sei oq é isso ñ vei kkkks XD
Voltar ao Topo Ir em baixo
MrShadowsBR
Warrior.
Warrior.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta

Mensagens : 36
Cangas Coins : 36
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 19
Localização : Alabama

MensagemAssunto: Vou Postar uma Creepy interessante   6/10/2012, 22:15

O Episódio Perdido de Scooby-Doo
N/T: Scooby-Doo é um dos desenhos mais clássicos da Hanna-Barbera, datado de 1969 e grande sucesso com a gerações dessa época e posteriores. Essa creepypasta relata um depoimento de uma pessoa que, certo dia, quando estava assistindo Scooby, presenciou um estranho evento...





Ok, eu não falo sobre isso já faz um longo tempo. Isso aconteceu comigo quando eu tinha dez ou onze anos.

Meu pai tinha comprado para nós uma fita VHS do Scooby-Doo, de um episódio que eu não consigo me lembrar totalmente. Tudo que eu me lembro que era sobre uma menina fantasma que estava assombrando toda a cidade. Nossos pais não saem muito, pois o meu irmão sofre de asma e eles eram muito protetores dele por causa disso, porem em uma noite, eles tinham uma coisa muito importante para fazer, e então decidiram chamar uma babá para poderem sair.

Eu me lembro de ter ficado chateado e de dizendo que eu já era velho o suficiente para cuidar do meu irmão, mas eles não me ouviram. Deixaram-nos com a vizinha, uma menina sardenta chamada Amanda ou algo parecido. Antes de sair, meu pai nos deu a fita, o que nos deixou muito animados, assim com também ficados quando papai nos deixou usar o Videocassete.

Depois que eles saíram, todos nós notamos que a fita era meio estranha; a arte da capa de alguma forma parecia ter sido feita à mão. Scooby parecia REALMENTE apavorado e a menina fantasma era realmente muito assustadora. Eu me lembro da Amanda ter chamado o meu pai de esquisito por ter comprado uma coisa dessas para nós, mas eu presumo que ele simplesmente tenha pegado a primeira fita que viu.

Também me lembro que a Amanda não queria assistir a fita, mas depois que eu e meu irmão insistimos por quase uma hora, nós finalmente nos sentamos em frente à TV para assistir o programa. O episódio em si era meio chato; quase não havia piadas e não era tão assustador assim, mas eu me lembro de ter ficado surpreso porque o fantasma da capa não se parecia nada com o do vídeo. Eu realmente não lembro o enredo do episódio, mas eu acho que era o mesmo sempre, e Amanda ficava repetindo a frase “programa idiota” a cada cinco minutos.

Perto do final, quando eles capturaram o fantasma e estavam prestes a desmascará-la, algo muito estranho aconteceu. Todos os personagens da gangue do Scooby-Doo pararam de falar e olharam para a câmera com um olhar muito triste e sério em seus rostos. Eles olharam para nós em silêncio por muito tempo; até mesmo a música de fundo tinha parado. A única pessoa que não olhava para nós era a menina fantasma, mas de repente ela levantou a cabeça e olhou para a câmera, com seus horríveis olhos bem abertos. Os créditos finais apareceram abruptamente depois disso. Todos nós ficamos olhando para a TV sem dizer uma única palavra, até que a fita finalmente parou. Nós estávamos chocados.

Então o meu irmão olhou para nós e disse “Merda… Eu não posso acreditar que o Salsicha morreu. Isso é tão doentio”. Nós dois olhamos para ele, confusos, e Amanda perguntou do que ele estava falando. Ele insistiu que era muito estúpido matar um personagem e depois trazê-lo de volta à vida no próximo episódio, como se nada tivesse acontecido. Ela ficou nervosa e disse que o Salsicha não tinha morrido, mas sim que a menina fantasma desapareceu logo depois que eles capturaram ela, e o episódio terminou com a turma toda morrendo de medo. Nada fazia sentido, eu não conseguia entender absolutamente nada. Quando lhes disse o que eu vi, Amanda se apavorou. Ela disse umas dez vezes que aquilo não era engraçado, e em seguida foi embora de nossa casa, muito nervosa e, me presumo, morrendo de medo assim como nós.

Depois de discutir por pelo menos meia hora, decidimos colocar a fita e assisti-la novamente. Nós acendemos todas as luzes e voltamos a assistir. Só que o mais estranho é que, quando chegamos à parte quando eles capturam a menina, o episódio termina de repente. Nada acontece. Eles capturam a menina e não há desmascaramento, nem morte e nem olhares para a câmera. Ela só termina ali. Paramos a fita e corremos para o quarto. Meu irmão teve um grave ataque de asma, e eu fiquei ao lado da cama dele, chorando e rezando para que ele não morresse. Eventualmente, nós adormecemos. Na manhã seguinte, meu irmão começou a agir como se nada tivesse acontecido. Depois de insistir por cerca de dois dias, ele me disse que nunca mais queria falar sobre isso novamente, e foi isso.

Caramba, eu acho que nunca contei e nem comentei isso pra ninguém antes. É bom finalmente compartilhar essa história.



_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
MrShadowsBR
Warrior.
Warrior.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta

Mensagens : 36
Cangas Coins : 36
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 19
Localização : Alabama

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   6/10/2012, 22:30

The Shadow People
N/T: Vocês se lembram dessa postagem e dessa aqui tambem? Hoje eu (Jaz Lopes) vim lhes falar mais sobre esse assunto.




As "pessoas das sombras" podem estar mais perto do que imagina. Muitos relatos falam que esses seres sempre surgem naquela hora da noite quando estamos deitados, quase caindo no sono e de repente, quando abrimos os olhos, vemos bem no canto da visão uma figura negra nos observando, que some logo que nos concentramos, existem tantas pessoas que afirmam terem vistos os "Shadow people", que até desenhos dos malfadados espíritos foram feitos:






Rosemary Ellen Guiley é uma pesquisadora que há anos está tratando desse assunto e ela afirma que esses seres sempre nos rodeiam a noite, se movem extremamente rápido e muitas vezes não são visto, mas causam medo e pavor inexplicável.

Por acaso você já ficou com medo de sair de seu quarto de noite de uma maneira sem explicação? Talvez exista algo que tenha lhe causado esse medo repentino...

Algumas teorias foram levantadas sobre quem ou o que poderia ser essas entidades, sendo as mais aceitas as seguintes:

1. Fantasmas ou espíritos desencarnados atormentados;

Não sabemos exatamente quando essa cultura começou no Mundo mas ela é unanime: em qualquer civilização, a luz representa o bem e a escuridão o mal. Deve ser por isso que as pessoas sombras são associadas a espíritos ou fantasmas atormentados: pessoas que durante a vida terrena fizeram muito mal ao seu semelhante ou ficaram com assuntos pendentes.

2.Entidades não-humanas, como demônios ou anjos;

Anjos e demônios, são segundo a crença judaica-cristã, entidade não-humana, anteriores à nós. Segundo a lenda, a principio, anjos e demônios eram a mesma coisa. Apesar de serem seres de luz, eram dotados de alguns sentimentos bastante conhecidos por nós, como o orgulho. Quando Deus decidiu criar os humanos e conceder o livre-arbítrio, certos anjos consideraram uma afronta a sua superioridade. Esses foram para o lado negro da força e liderados por Lúcifer, confrontaram as tropas divinas. Após a derrota foram castigados a viver em uma dimensão de trevas, conhecida por nós como Inferno.

A demonologia e a Ars Goetia de Salomão explicam quem são os principais demônios e qual os seus poderes. Muitos deles podem se transformar em sombras para se camuflar do olhar humano. Logo, apareceu a associação com os shadow people.


3. Aliens, formas de vida com base estrutural diferente;

Você já viu um ET? Provavelmente não. Então como você pode saber como é um? O universo é infinitamente gigantesco, podem existir diversas espécies por aí, de várias formas, inconcebíveis até para nossa imaginação. Apesar da improbabilidade de qualquer uma delas nos encontrar, nada garante que isso não tenha ocorrido. As pessoas sombras poderiam ser uma espécie não-orgânica que vivem no nosso universo e resolveram aportar por aqui.


4. Viajantes do tempo no hiperespaço;

Ninguém sabe no que resultaria uma viagem humana por dimensões extra do espaço. Sabe-se, porém, que se conseguíssemos acessar essas dimensões ( isso se elas existirem), poderíamos viajar tanto para pontos distantes do universo em segundos, como viajar pelo próprio tempo.
As pessoas sombras poderiam ser reflexos da passagens dos viajantes por nossa época. Um efeito colateral do uso do hiperespaço.


5. Criaturas de um universo de 2 dimensões que por algum motivo desconhecido invadem o universo tri-dimensional.

Do mesmo pensamento que diz que podem existir universos quadridimensionais de espaço, há também a possibilidade da existência de universo bidimensionais de espaço. Não dá para imaginar a bizarrice que seria, mas as pessoas sombras podem ser uma explicação: como são sombras, são apenas a ausência completa de luz, sem volume, ou seja, comprimento e largura. Criaturas bidimensionais seriam assim. A ausência de luz neles poderia ser devido a distorção do espaço onde ocorre a passagem.

Os investigadores também ressaltam que supostamente essas criaturas são mais visíveis na completa escuridão. A luz, de algum modo, tornaria-os invisíveis aos nossos olhos, embora algumas fotográfias tenham captado as supostas entidades em plena luz do dia.











No começo, eles só aparecem com o canto do olho, furtivamente correndo para fora de vista. Quando você gira para olhar diretamente para eles, eles se vão. Será que você realmente tem a capacidade de vê-los?

Agitando a sua cabeça, você assume que era alguma anomalia peculiar de sua visão, no entanto o sentimento ainda perdura de que alguém continua a assistir-lhe. Por semanas, meses ou anos, os movimentos rápidos dentre a escuridão surgem em sua visão periférica e durante seu estado de vígilia e são ignorados. Você usa a sua “válvula de segurança”, pensa “não é nada demais, é coisa da minha cabeça”, até que finalmente acontece o mais sinistro encontro sem aviso prévio. Você vê a sombra diretamente na frente de você: cara a cara com a escuridão, que fará seu organismo paralisar de tanto terror.

Às vezes ela aparece como a silhueta de uma pessoa simples, do sexo masculino, mas geralmente sem quaisquer características de gênero. A maioria relata que há um “chapéu” nesses seres de sombra, outros que estão encapuzados. Testemunhos dizem que são sólidos, em contrapartida, outros dizem que são como fumaça. Alguns são vistos apenas da cintura para cima. Outros têm claramente pernas. Ficam na espreita, nos cantos, através das paredes, em armários ou atrás de aparelhos de televisão, arbustos, e edifícios. Às vezes, eles simplesmente desaparecem nas trevas, como se entrassem na escuridão. E sim, eles aparecem em espelhos.

A pergunta que é feita por muitos é : “Qual é o propósito?” Uma coisa é certa, as personalidades e intenções de pessoas de sombra são tão variadas como qualquer uma das sete bilhões de pessoas que povoam este planeta. Enquanto um número de testemunhas acreditam que as pessoas sombra agem como guardiões benevolentes assistindo e guiando-nos, há muitas testemunhas que não tem dúvidas do potencial maligno de cortar a alma destes seres.

Relatos e testemunhos do encontro com pessoas sombras:

Nickname: Steve, Sexta-feira 13 de 1998, email enviado para “Shadow People Fórum”

Olá,
Conheci o seu site, li histórias que outras pessoas enviaram – muito assustador, de fato. Resolvi relatar o estranho acontecimento que ocorreu comigo recentemente. Se você tiverem idéia de algo, por favor, me ajude.
Eu morava em uma cidade chamada Bolton, perto de Manchester, no norte da Inglaterra. Isso cerca de 8 anos atrás, quando eu tinha dezesseis anos. Geralmente muitas coisas estranhas acontecem comigo. Desde deja vu até fenômenos elétricos inexplicáveis eu já presenciei [...]
Pois bem, certa noite eu estava com um amigo meu assistindo TV – estava sentado, na única cadeira perto da TV, e tinha que virar o rosto para o meu amigo, deitado no sofá, para conversar. Ao fazer isso obtinha uma visão completa da sala e, em particular da divisória de vidro que separa a sala principal da sala de jantar. A divisória de vidro é em uma parede entre as salas na altura do meu peito, 1,50cm, e é toda de vidro manchado, impedindo uma visão clara: ao lado dessa divisória há uma porta para o corredor, que é completamente de vidro, porém, de outro material, mais resistente. As luzes estavam apagadas, de forma que apenas luz de TV refletia nas formas do vidro.
Estava passando um programa muito polêmico e lembro que me virei para falar com meu amigo – olhei para ele, mas minha visão foi além, abrangendo toda a sala. Nesse instante foi que observei: atrás da porta de vidro tinha alguém de pé. O temor tomou conta do meu ser. Enquanto olhava, paralisado, “aquilo” deslizou passando a porta e passando por detrás da divisória e sumindo na escuridão da sala de jantar.
Pensei: “Estou ficando maluco?”. Virei novamente para TV, sem dizer nada. Suava frio, já meu amigo, assistia tranquilamente o programa. Me convenci que era minha imaginação. Temia olhar para trás novamente. E não o fiz, até que ocorreu uma interferência no sinal da TV. Os resmungos do meu amigo me fizeram olhar em sua direção novamente. E lá estava “ele”. Desta vez, vi claramente, atrás da partição. Eu estava prestes a voltar meus olhos novamente ao televisor e começar a rezar. Nesse meio tempo, meu amigo curioso, resolveu olhar o que eu tanto observava e ficou absolutamente aterrorizado. Percebi então que não era fruto da minha imaginação, ambos estávamos vendo aquela entidade sinistra.


Fugimos apavorados da casa pulando a janela da sala. Ficamos lá fora até os pais do meu amigo chegar. Falamos que podia haver um ladrão na casa. Eles verificaram cada porta e janela: tudo trancado, exceto a janela da sala, por onde fugimos. Rimos bastante e eu fiz de tudo para esquecer. E esqueci. Pelo menos em partes.
Mês atrás estava chegando em casa após a faculdade. Entre em casa, desligue o alarme, larguei meu material em cima da mesa e subi para o quarto para telefonar à um amigo. Após 5 minutos no telefone, percebi que alguém havia chegada em casa, pensei que era o meu irmão. Olhei pela visão periférica, ele ficou fora da porta do quarto. Fiquei muito irritado com ele ouvindo, então disse-lhe para sair… mas ele continuou ali, parado. Incomodado com a presença, levantei da cama e fui em direção da porta para fechá-la. Ele não estava mais ali. Comecei a analisar a situação. Uma hora dessas meu irmão ainda deveria estar na faculdade. Nenhuma das duas portas estavam abertas, ficaram trancadas como eu deixei. Não ouvi nenhum movimento. Procurei pela casa toda, nada. Não tinha ninguém em casa. E tudo estava trancado.

Quatro dias depois eu estava em casa sozinho e as lâmpadas do meu quarto haviam queimado após uma tempestade. A única luz que consegui foi a do quarto da frente. Com iluminação reduzida, tive que me ajoelhar frente ao armário para procurar uma roupa para ir dormir. De repente, um frio absurdo tomou o local. Comecei a me sentir mal. As luzes do quarto vizinho começaram a piscar. Ficava hora na sombra, hora na claridade. Senti que estava sendo observado. Olhei para trás e vi “aquilo” deslizando no meio da escuridão. Sai “voando”, atropelando tudo que encontrava pelo caminho, cambaleando pela escadaria, até chegar na porta. Não consigo mais dormi direito. As luzes ficam acesas o dia todo. Vocês podem me dar alguma explicação sobre isso?
Steve

Nickname: ? (O Nome foi Omitido por solicitação), 26 de dezembro de 2000, destinado a Shadowpeople.org


Olá! Gostaria de dizer como estou aliviado de finalmente encontrar alguma referência a Pessoas Sombra. Pesquisa na net há uns anos tentando encontrar alguém que já teve uma experiência semelhante com essas figuras negras, mas até agora não tinha encontrado qualquer coisa remotamente similar. A única coisa que encontrava era sobre “velhas bruxas”, mas que simplesmente não se encaixavam. É reconfortante descobrir que o aparecimento de figuras sombrias é muito comum. A seguir conto a minha memória do evento.
Eu sei que provavelmente poderia ser reduzida um pouco, mas este é o jeito que lembro e assim que contarei. Primeiro eu preciso explicar que, quando criança eu era sonambulo. Digo isso agora para explicar a reação do meu irmão, que nós veremos mais a frente. Também quero dizer que quando andava dormindo quando criança, as vezes, acordava durante o processo. A última vez que me lembro de entrar em estado de sonambulismo, eu tinha cerca de 12 anos, e quando esse evento ocorreu, já tinha 16 anos. Agora vamos começar com a história.

Era cerca de 1981, quando minha família comprou essa casa em Greenville, Carolina do Sul. Morava na casa, eu, meus pais e meus irmãos, um mais velho e outro mais novo, e minha tia. Imediatamente depois da mudança, tanto minha tia quanto eu começamos a ter sensações estranhas sobre a casa, mas ninguém mais parecia compartilhar desses esquisitos sentimentos. Algo não parecia certo. Era como se alguém estivesse sempre observando. Sempre.
Não demorou muito para minha tia começar a reclamar sobre coisas que estavam sendo trocadas de lugar no quarto dela. Depois de certo tempo, o sumiço de objetos e o reaparecimento em locais pouco prováveis, além de um par de experiências assustadoras já eram bastante comuns.
O grande evento que estou prestes a descrever aconteceu no quarto que dividia com meu irmão mais velho – 4 anos mais velho que eu. Lembro-me naquela noite fui acordado por meu irmão. Eu podia ouvi-lo dizer-me para voltar na cama, pois estava caminhando pelo quarto dormindo. Aqui é onde ele difere do que eu disse antes. Quando caminhava dormindo e era acordado ou acordava, nada ocorria, mas dessa vez, lutava para despertar e, aparentemente, fiquei sem o controle do meu corpo. Quando ouvi sua voz, sabia que ele estava na cama, e por mais estranho que pareça, eu me ouvia falar, mas não era eu quem falava, a sensação era que apenas observava. Com a insistência do meu irmão, que passou do sussurro para um tom autoritário, fui ficando mais desperto aos poucos. Assim que o tom autoritário passou para reclamações quase alcançando a intensidades dos gritos, acordei. E, o que eu vi me atormentou pelo resto da vida. Na minha frente, uma figura sombria estava pairando e uma espécie de extensão do seu corpo esfumaçado me segurava. Continuava a responder os questionamentos do meu irmão, embora não era eu quem respondia. Tentei gritar, mas não tinha mais o controle da minha boca, que no momento, respondia aos incomodas ofensas do meu irmão. A entidade tinha a silhueta de um homem. Lembro-me de pensar estava sonhando. Meu corpo voltou para cama. Sentia-me fraco e adormeci. Acordei algum tempo depois e para minha surpresa, ele ainda estava lá, no pé da cama. Disse a mim mesmo outra vez que eu deveria estar sonhando e eu fui dormir.

Na manhã seguinte, eu não pensei muito sobre isso. Lembrei-me, mas pensei que tudo tinha sido um sonho. Eu não ia falar isso para ninguém. Mas assim que o meu irmão chegou na mesa do café me perguntou se eu me lembrava da noite anterior. Disse a ele que me lembrava dele me dizendo para voltar na cama, e que poderia jurar que vi uma figura negra na minha frente. Nesse momento meu irmão ficou pálido. Revelou que foi dormir após o ocorrido e tempo depois acordou pensando que eu estava caminhando pelo quarto novamente. Mas o que viu foi uma figura negra pairando sobre a minha cama. Escondeu-se embaixo do cobertor e foi rezar e quando saiu não havia mais nada. Pensou que fosse um sonho e foi dormir.
O engraçado é que isso não foi o que mais me incomodou. Fiquei mesmo preocupado foi com o fato de que o meu irmão também não fazia a menor idéia do que estava falando. Ele também se sentia como se estivesse observando outra pessoa falando pela boca dele. Até hoje não sabemos ao certo o que conversamos aquela noite. Lembro-me de alguns trechos das ordens do meu irmão mandando ir para cama, mas não me lembro de nada que disse. Ele se lembra de alguns trechos aonde eu dizia que tinha algo a fazer e que ele não podia impedir. Até hoje isso me incomoda. Mas parece que não vou encontrar a resposta tão cedo.

Nickname: Anônimo , data desconhecida, destinado a Paranormal-fr.net/fórum


Divido com vocês a história mais aterrorizante que presenciei ao longo da minha vida. Quando era menor, tinha uns 14 anos, estava na escola, tendo um dia muito chato. Lembro que era uma sexta-feira. A primeira aula começou péssima. O professor se ausentou por motivo de doença. As aulas posteriores eram destinadas para treino de tênis. Eu não estava com vontade de jogar, fiquei na biblioteca e não fiz nada o tempo todo. Entediado, resolvi dar uma volta pela Escola. Ela era bem grande, havia sido fundada há mais de 130 anos, meus pais e avós estudaram lá.
No meu caminho me deparei com uma sala que estava sempre trancada desde que vim estudar ali. Ninguém falava na sobre aquela sala. Era a única com uma porta totalmente diferente das demais, muito velha por sinal. Lembro-me que quando perguntei ao meu professor de Matemática o que guardavam dentro daquela sala, ele respondeu rispidamente: “Você deveria se preocupar mais com suas notas e menos com aquela sala”.
Pela primeira vez estava entreaberta, o esfregão do faxineiro estava entre o vão, impedindo a porta de bater. Não podia perder essa oportunidade. Curioso, entrei. Aparentemente, não havia nada demais, tirando o cheiro de mofo e a poeira na sob uma mobília antiguíssima. Passeava pelo reino dos ácaros encantado e desconfiado com a estranheza daquela sala. Pelo raio de luz que atravessava as aberturas das cortinas mal colocadas, pude observar que tinha algo errado com a ultima carteira da fileira central. Tinha algo escrito nela que não era visível por causa da penumbra. Ao me aproximar, consegui ler uma mensagem entalhada na madeira, que dizia: “As sombras observam”. Aproximei-me ainda mais e reparei que embaixo estava escrito com letras minúsculas, “isso também me intriga”. Olhando para o lado, notei que a carteira vizinha também tinha sido entalhada com mensagens. Mas não tive tempo de ler, o faxineiro furioso e aos berros voltara, mas não dava de entender o que ele dizia por causa da máscara. Pegou-me pelo braço, levou direto para o diretor.
Depois de uma sessão de sermões e explicações infundadas do porquê aquela sala era proibida, voltei para casa. “Por que protegiam tanto aquela sala?” pensava. A explicação de que “era um local muito antigo e repleto de bactérias” não havia me convencido. Tinha que saber. O pior é que não demorou muito para eu descobrir.

Naquela mesma noite, após o longo jantar, pedi a uma das nossas empregadas que preparassem minha cama, pois estava muito cansado e mesmo sendo ainda muito cedo, iria dormir. Encostei a cabeça no travesseiro e cai no sono. Acordei de madrugada, com frio. Minha coberta estava à uns “milhares” de pés da minha cama, próxima a porta do quarto. Pensei que alguém havia entrado no quarto e retirado à coberta, só não encontrava motivo para qualquer um dos empregados fazerem isso e certamente, meus pais é que não teriam feito. Irritado, levantei molenga, me arrastando praticamente, até a porta do quarto. Peguei o cobertor do chão, bati para retirar qualquer poeira ou inseto que poderia estar repousando nele. Ao voltar para cama, senti um frio de congelar a espinha e o resto do corpo igualmente: percebi que ela estava rodeada de Sombras, que pairavam de um lado para o outro. Larguei a coberta e corri o mais rápido que pude para os aposentos dos meus pais. Estava trancado. Dei uns pontapés na porta, sem muito sucesso. Marie, nossa empregada mais velha veio ao meu socorro. Disse a ela o que acontecera e ela sorriu e disse: “Foi um sonho, querido. Vamos!”. Chegando na porta do quarto foi a vez de Marie gritar e se desesperar: as sombras continuavam lá, em volta da cama.
Todo mundo acordou, acenderam as luzes e não havia mais nada. Meus pais, muito céticos, deram também seus sermões e perguntaram o que eu andara lendo. Marie disse que também viu e eles disseram “para não encorajar as bobagens do menino”.

Passei a dormir com um abajur acesso. Mesmo assim, com certa insegurança. Marie não resistiu por muito tempo e pediu demissão, indo morar com uma de suas irmãs.
Anos mais tarde, com 17 anos, soube do porquê que a sala tinha sido lacrada: tanto as crianças como os professores que lecionavam naquela classe, passaram a ter o que classificaram como “alucinações” e o diretor da época, mandou trancar a sala porque imaginou que houvesse um vazamento de gás ou a presença de algum produto químico alucinógeno no ambiente. Temendo perder os alunos, manteve segredo. Obviamente, todos desconfiavam e no fim, a maioria sabia do que ocorrera e ficava em silencio temendo perder o emprego. Uma vez por mês, o faxineiro abria a sala e limpava.
Foi a partir desse acontecimento que comecei a me interessar pelo sobrenatural. Mesmo sabendo que não fui o único a ver essas coisas, ainda é difícil compartilhar isso com outras pessoas. Tentei investigar para descobrir alguém que havia estudado naquela classe na época dos eventos sombrios, mas não obtive sucesso. Espero que mais vítimas se manisfestem para que um dia esses eventos possam se tornar públicos.

Nickname: Rudnight , 15 de setembro, 2011, publicado em PortugalParanormal.com


Como de costume deitei-me na cama para dormir e cobri a cabeça com o lençol. Alguns minutos depois notei uma sombra negra com uma silhueta humana a se debruçar sobre mim na cama, no susto tentei levantar mas aquilo segurou meus braços e tentou me prender na cama forçando meus pulsos no colchão mas na força eu venci e empurrei ele para trás. Foi aí que o lençol saiu do meu rosto e vi que ele havia desaparecido.
Já é a Segunda vez que isso me acontece e sempre tenta me imobiliza, eu não lembro bem como foi da primeira vez já faz muito tempo. E muito parecido com aquela sombra do desenho “caverna do dragão”aquela que acompanha o Vingador, só não possui assas nem rosto a forma e Humana e muito escura.
Não sei se sonhei mas depois de empurra-lo não lembro de ter acordado minhas sensações físicas não aparentava que tivesse acabado de acordar foi muito estranho. Quando eu sonho com esse tipo de coisa eu oro para Deus e sempre acordo, mas eu percebo que é sonho logo que acordo, por isso estou cismado [...] pra consta tenho um primo que a namorada dele viu uma sombra negra parada próximo as costas dele, disse que até o cachorro que estava ali perto viu e começou a latir.
Alguém já viu algo parecido ?

Nickname: M.S.F. , data desconhecida, enviada para Paranormal.about.com

Tomei consciência das sombras logo após se mudar para minha casa em Nova Jersey. O playground dos meus filhos estava no porão e elas ficavam constantemente reclamando que havia “sombras” lá embaixo. Meu caçula também disse que uns pairavam perto do teto.

Nos últimos anos, instalei minha oficina no porão e os vi com certa frequência. Chegou a um ponto aonde eu até tentei falar com eles usando a minha mente, não que eles já responderam de volta.
Eles eram negros e esfumaçados. Ficam o tempo todo no porão, principalmente nos cantos das paredes, aonde é mais escuro. Ocasionalmente aparecem no primeiro andar, na cozinha, perto da porta dos fundos, por onde a escuridão se alastra. Tornou-se natural a convivência com esses seres.
Mesmo quando não conseguimos vê-los, sabíamos que estavam presentes. Alguns deles pareciam ser uma presença maligna, ficávamos mal quando apareciam e eles pareciam nos encarar. Outros eram neutros, pareciam apenas vagar pela escuridão, sem saber o que faziam.
Poucos anos depois nos mudamos, eu disse que eles não eram bem-vindos na nova casa. Ainda assim, tivemos a sensação desconfortável da presença deles. Nenhuma medida que tomamos os fez ir embora. Era como algo que grudava em você e não saia mais. Nem reza, nem água benta ou qualquer tipo de feitiçaria afastou-os. Todavia, sem sabermos o porquê, um dia, eles sumiram.

Somente uma vez, durante todo esse tempo, consegui ver o que presumo ser a verdadeira forma deles. Aconteceu em uma fração de segundo. Eu estava andando da sala para a cozinha. A luz da cozinha estava iluminando tudo, inclusive os cantos. Entrando na cozinha vi um vulto num movimento muito rápido. Fiquei surpreso. Pensei que alguém tinha entrado em casa. Tudo aconteceu muito rápido. Devagar, fui investigar o local para onde o vulto foi. Ele se moveu rapidamente e para fugir teve que atravessar um raio de luz. Era um ser pequeno e atarracado com uma silhueta de uma pessoa. Tinha uma cabeça, sem qualquer expressão, olhos, boca e nariz. Também aparentava não ter ombros e braços. A cor daquilo que o cobria (ou pelo menos parecia que cobria, poderia ser apenas uma extensão desse ser ) era um preto absoluto. Desapareceu muito rápido, na primeira fresta escura que encontrou.
Semanas após o encontro nossa casa pegou fogo. Mesmo nas ruínas, era possível sentir a presença deles. Aquela sensação ruim que emanavam.

Finalizando

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
MrShadowsBR
Warrior.
Warrior.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta

Mensagens : 36
Cangas Coins : 36
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 19
Localização : Alabama

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   6/10/2012, 22:30

Grasnik@

N/T: Olá Leitores Creepy. Aqui é a Micky, e hoje lhes venho com uma creepypasta um tanto meio que perturbadora.

Essa creepypasta rodou na forma de um e-mail por volta de 2005 nos EUA e perturbou imensamente algumas pessoas, em especial mulheres. Não houve nome oficial para o conteúdo, mas o remetente dos e-mail era sempre “grasnik@....com” por isso normalmente se referem ao acontecido como grasnik@.

A seguir temos um depoimento de uma das mulheres que recebeu esse e-mail.





“Bem, meu nome é A. e tenho 46 anos. Essa é a primeira vez que relato os fatos daquele dia publicamente. Já fazem alguns anos mas eu lembro exatamente como se fosse hoje. Eu nunca consegui esquecer. Quer dizer, já fiz tratamento psiquiátrico para tentar entender o que se passou, o que senti ali. Mas a verdade é que nada me convenceu. Aquilo que vi foi simplesmente desumano. Aquele e-mail não deveria chegar a ninguém. Não se passou um dia que eu não lembrasse daquelas fotos, ou imagens, ou sei o que for do que aquilo se tratava.

Quando abri meu e-mail de manhã havia uma mensagem um pouco diferente dos spams habituais cujo assunto era “Um companheiro busca pessoas”. O rementente era um tal de grasnik@...,que eu não conhecia. De início achei que se tratava de publicidade de algum site de relacionamentos on-line. Eu era jovem, morava sozinha e estava solteira então verifiquei com o antivírus e abri a mensagem quando vi que era segura. Sei que dizem que não se deve abrir e-mail de estranhos, mas não imaginei nenhum perigo na hora.

Não havia texto dentro do e-mail, apenas uma apresentação de Power Point, como é muito comum. Foi nesse arquivo que aconteceu o primeiro fato estranho. O nome do Power Point era simplesmente “ME DEIXE SAIR” assim mesmo, em caixa alta. Infelizmente não estranhei isso na hora, idiota como fui achei que alguém estava convidando outras pessoas a sair.

Quando a apresentação de slides começou a foto de um homem muito bonito preencheu a tela. Ele estava sentado sorrindo e olhando para câmera. Uma música calma de piano estava tocando. A tela cortou para um fundo preto e as palavras apareceram em letras brancas e pequenas.

“Algumas pessoas só buscam um companheiro.
Um companheiro só busca algumas pessoas”.

A foto seguinte mostrava uma sala de estar comum. Não haviam pessoas na sala, apenas decoração. Essa foto... e todas as fotos seguintes chamavam a atenção por serem de uma qualidade muito alta. Eu não estava entendendo direito.

As próximas fotos mostravam uma mulher bem arrumada atendendo a porta, ela parecia feliz e animada.

Quem estava na porta era o homem do início dos slides.

Eles começaram a conversar na sala da foto. Ao que parecia era a casa dela. Logo percebi que ela havia preparado um jantar para os dois. Na hora eu já acreditava se tratar de um encontro, talvez um encontro às cegas. Se tratava então de publicidade sobre um site de encontros casuais. Eu... não sei como mas na hora eu não imaginei.

Quero dizer, quem tirou as fotos? Quem estava dentro da casa dela tirando as fotos da sala vazia... santo Deus...

Nesse ponto A. pára um pouco e chora, depois de alguns minutos ela continua.

Eu nunca imaginei o que iria ver. Eles jantaram todos felizes e sorridentes, depois houve uma foto onde uma mão masculina aparecia segurando uma faca no escuro. A tela cortou para uma tela preta. Uma mensagem em letras brancas apareceu.

“Um companheiro têm fome”.

A música parou.





Uma foto extremamente perturbadora preencheu a tela. O mesmo homem, sentado olhava para a câmera mas ele estava diferente. As pupilas de seus olhos estavam anormalmente dilatadas, sua boca estava dobrada em um sorriso longo demais. Na hora com o choque de ver essa imagem eu não entendi e achei se tratar de algum tipo de photoshop, hoje eu acredito piamente que aquela imagem não era falsa. Aquele era ele mesmo.

Passei para o próximo slide. Uma foto dele com aquela mulher do jantar sentada e sorrindo do lado direito dele, ambos estavam olhando para a câmera. Passei para o próximo slide e gritei de terror.

A mulher ainda estava sentada do lado direito dele, mas estava morta. Seu corpo estava retalhado de vermelho e seus olhos estavam mortos e vazios olhando para a câmera. O homem ainda olhada para câmera também. Seus olhos estavam dilatados como duas bolas negras. Sua boca estava aberta de uma forma inumana, seus dentes eram curtos e irregulares como os de um tubarão ou algo assim.

A música que tocava era horrível parecia o um som de estática em loop. Quando vi aquela foto entrei em pânico e comecei a chorar muito, ao invés de fechar o show comecei a passar os slides, para chegar logo ao fim. Fiz aquilo por reflexo e, por Deus, como me arrependo.

Aquela mulher, totalmente mutilada. Aquele “homem” segurando sua cabeça decepada, devorando a carne dela, ele fazia tudo aquilo olhando para a câmera. Passei chorando aterrorizada por todas aquelas imagens só para descobrir o pior.

Havia a foto de outra sala vazia. Vi tudo acontecer com outra mulher, e depois com mais outra, bom Deus, todas elas. O desgraçado jantava com elas depois as mutilava e devorava.

Não lembro nem de um terço de todas as imagens, não vi a maioria delas, passava os slides correndo e chorando, juro que eram mais de duzentos slides, eu estava desesperada. O show de slides teve uma pequena pausa antes de encerrar.

Uma foto surgiu com os dizeres escritos na parte superior “Um companheiro lembrou de você”, era a foto de uma sala de estar vazia.

Era a sala da minha casa.

Nunca passou pela minha cabeça se tratar da brincadeira de algum conhecido. Não lembro de ninguém tirando fotos da minha sala de estar naquela posição. Eu estava tendo um colapso nervoso e corri chorando para a casa de meus pais. Tive síndrome do pânico depois disso e passei muitos anos sem conseguir dormir direito. Ainda tenho pesadelos terríveis com a aquele show de slides, não sei descrever a sensação. Não sei dizer se aquele homem era o próprio demônio, se era um psicopata ou qualquer coisa. Não quero saber. Eu nunca mais consegui abrir minha caixa de e-mail depois daquilo.”

Esse e-mail circulou entre diversas mulheres solteiras pelos EUA, mas ninguém conseguiu localizar ou identificar o homem das fotos...

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver este link.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Grandefogo
Grand Inquisitor.
Grand Inquisitor.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta

Mensagens : 593
Cangas Coins : 585
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 24
Localização : Planeta Terra

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   6/10/2012, 22:53

So falo uma coisa...SLENDER *--*
Voltar ao Topo Ir em baixo
pinheirogx
Grand Inquisitor.
Grand Inquisitor.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha.

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta.

Mensagens : 533
Cangas Coins : 528
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 21
Localização : Laftel

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   7/10/2012, 00:14

legal essas paradas ai kkkkk

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
matosleo
No Class.
No Class.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha.

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta.

Mensagens : 28
Cangas Coins : 27
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 21
Localização : Fortaleza

MensagemAssunto: DROGA!   7/10/2012, 00:30

Na verdade LSD é uma droga muito antiga(tipo era usada a uns 10 , 15 anos atrás)mas a historia verdadeira desse jogo e pouco conhecida então é meio confuso idêntico ao jogo(ja tive a experiencia de jogar e nao e uma das melhores)...

_________________
Eu amo você mesmo que não me ame...Mas por favor contribua esse amor ,mesmo que não seja retribuindo-o para min, pois e a coisa mais importante que existe no universo...
Voltar ao Topo Ir em baixo
gogetabr0
No Class.
No Class.
avatar

Mensagens : 25
Cangas Coins : 22
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 23
Localização : Fortaleza / Ceará

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   7/10/2012, 02:51

Otimo Post!

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

Agredescer Não Gasta Ac's!!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Kioumaru
No Class.
No Class.
avatar

Mensagens : 21
Cangas Coins : 20
Reputação : 1
Data de inscrição : 07/10/2012
Localização : Pluriverso

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   7/10/2012, 13:35

Aqui, duas creepies muito boas (Das minhas preferidas)

--------------------------------

Spoiler:
 

---------------------------------------------------------------------------------------------

Quadros

Spoiler:
 

--------------------------------

matosleo escreveu:
Na verdade LSD é uma droga muito antiga(tipo era usada a uns 10 , 15 anos atrás)mas a historia verdadeira desse jogo e pouco conhecida então é meio confuso idêntico ao jogo(ja tive a experiencia de jogar e nao e uma das melhores)...

Correção. LSD - Dietilamida do ácido lisérgico (Lysergical Acid Diethylamide) foi uma droga muito usada nos anos 50 - 70. A "verdadeira" história desse jogo na verdade não existe. A ideia é ser completamente WTF. Eu já joguei ele várias vezes, e o legal é que você começa a levar sustos por nada Mad' -- Ainda sim, é um bom jogo

--------------------------------

Post enorme e_e'

_________________
"Qualquer tecnologia avançada o suficiente é indistinguível de mágica." - Terceira lei de Clarke.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Miki Mei.
Admin.
Admin.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha.

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta.

Helper Helper : Helper.

Mensagens : 74
Cangas Coins : 579
Reputação : 1
Data de inscrição : 28/09/2012
Idade : 22
Localização : Utopia.

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   7/10/2012, 13:56

Eu ainda não entendi muito bem esses posts. Eles são parecidos com aquelas histórias do Minilua? "O lado obscuro de tal coisa".
Eu sou muito medroso para ler isso, mas, eu li o do scooby-doo. Shocked

_________________
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]

sets for fun, sets for life.

Spoiler:
 
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://mon-reveries.tumblr.com/
Kioumaru
No Class.
No Class.
avatar

Mensagens : 21
Cangas Coins : 20
Reputação : 1
Data de inscrição : 07/10/2012
Localização : Pluriverso

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   7/10/2012, 14:02

Miki, creepy pastas são histórias assustadoras sobre algo que podem ou não serem reais ou baseadas em algo real divulgadas na internet Mad

-------------

Eu gosto bastante e_e

Ah,sim.. Favor, POSTEM AS CREEPIES EM SPOILER .-.

_________________
"Qualquer tecnologia avançada o suficiente é indistinguível de mágica." - Terceira lei de Clarke.
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
Andreomago
Warlord.
Warlord.
avatar

Alpha Tester Alpha Tester : Membro Alpha

Beta Tester Beta Tester : Membro Beta

Mensagens : 75
Cangas Coins : 76
Reputação : 1
Data de inscrição : 06/10/2012
Idade : 23
Localização : São Paulo

MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   7/10/2012, 16:57

Kioumaru escreveu:
Aqui, duas creepies muito boas (Das minhas preferidas)

--------------------------------

Spoiler:
 

---------------------------------------------------------------------------------------------

Quadros

Spoiler:
 

--------------------------------

matosleo escreveu:
Na verdade LSD é uma droga muito antiga(tipo era usada a uns 10 , 15 anos atrás)mas a historia verdadeira desse jogo e pouco conhecida então é meio confuso idêntico ao jogo(ja tive a experiencia de jogar e nao e uma das melhores)...

Correção. LSD - Dietilamida do ácido lisérgico (Lysergical Acid Diethylamide) foi uma droga muito usada nos anos 50 - 70. A "verdadeira" história desse jogo na verdade não existe. A ideia é ser completamente WTF. Eu já joguei ele várias vezes, e o legal é que você começa a levar sustos por nada Mad' -- Ainda sim, é um bom jogo

--------------------------------

Post enorme e_e'

Crrepys fodas as suas Kiou. Mais creepys:

Caçador de s
onhos:

Spoiler:
 

_________________
Este post tem o:
[Você precisa estar registrado e conectado para ver esta imagem.]
Voltar ao Topo Ir em baixo
http://andreomago.wordpress.com
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Creepys (Área de terror)   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Creepys (Área de terror)
Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Algum fã de livros de Terror?
» Idéias para filme/documentário de terror.
» Terror na hora errada, melhor jeito de ver o capeta, ou de pelo sentir ele dentro de você...
» Script de Light Effects (muito bom!)
» Youkai monsters Pack

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
AQW Cangaceiros :: Ye Olde Inn. :: Bar do Yulgar.-
Ir para: